Ataque de guerrilha comunista mata soldado no sul das Filipinas

Manila, 2 jun (EFE).- Um soldados morreu e outro ficou ferido em um ataque cometido no sul das Filipinas por membros da guerrilha comunista do Novo Exército do Povo (NEP), informaram hoje fontes militares.

EFE |

"Dois soldados ficaram feridos, mas um deles morreu antes de chegar ao hospital. Não sabemos se há baixas entre os inimigos, mas há forças rastreando a fuga dos agressores", informou uma porta-voz do Exército, a capitão Rose Maria Cristina Manuel.

O ataque foi cometido no domingo na cidade de Davao e do ato participaram milícias locais armadas pelo Governo para se proteger dos ataques dos rebeldes.

Dois dias antes, dois soldados e um civil morreram em confrontos com a guerrilha no centro do país e o ataque do domingo ocorreu uma semana depois que os militares filipinos anunciaram que o NEP tinha perdido considerável capacidade de ação no arquipélago.

A guerrilha comunista mais antiga da Ásia conta com entre 5.700 e 7.200 combatentes e acaba de realizar os 40 anos da revolta em armas contra as forças governamentais. EFE mgs/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG