Ataque das Farc deixa sem eletricidade 21 mil pessoas na Colômbia

Bogotá, 13 ago (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) explodiram hoje uma subestação do sistema interligado de eletricidade no departamento de Putumayo, divisa com o Equador, o que deixou sem luz cinco povoações, afetando 21 mil pessoas, informaram porta-vozes do setor na região.

EFE |

O ataque ocorreu por volta das 2h50 (4h50 de Brasília) em Puerto Caicedo, disse à Agência Efe o assistente de gerência da Empresa de Energia de Bajo Putumayo S.A. (EEBPSA), Harold Vallejo, em entrevista por telefone em Mocoa, a capital regional.

Vallejo explicou que o atentado destruiu o quarto de controle da subestação elétrica, da qual se fornecia energia a cerca de 21 mil pessoas e aos poços de petróleo operados na região pela Empresa Colombiana de Petróleos (Ecopetrol, estatal).

Por causa da ação das Farc ficaram sem luz Puerto Caicedo, Puerto Asís, Orito, Valle del Guamuez e San Miguel, distantes mais de mil quilômetros de Bogotá.

"Muitos dos equipamentos destruídos devem ser importados", disse Vallejo, que observou que o ataque é o segundo contra a mesma subestação registrado nos últimos quatro anos.

O funcionário disse que a EEBPSA tinha terminado há pouco as tarefas de recuperação da usina. EFE jgh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG