O ataque aéreo da Otan na sexta-feira na província de Kunduz, norte do Afeganistão, matou 54 pessoas, entre elas seis civis, incluido uma criança, declarou à AFP o governador da província, Mohamad Omar.

"No total, 54 pessoas morreram nos bombardeios da Otan e entre eles 48 foram identificados como armados, enquanto os demais eram civis", afirmou Omar à AFP por telefone.

Uma criança que estava em um dos caminhões-tanque bombardeados no momento do ataque morreu.

Outras duas pessoas, o motorista de um dos caminhões e seu filho, foram mortas a tiros pelos talibãs antes do bombardeio.

Quinze pessoas ficaram feridas, incluindo dois talibãs, segundo Omar. Duas crianças sofreram queimaduras graves, de acordo com fontes médicas.

A Otan bombardeou na manhã de sexta-feira dois caminhões-tanque que haviam sido roubados pelos talibãs.

str-shk/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.