Ataque da Otan mata 7 policiais no norte do Afeganistão

Cabul, 18 fev (EFE).- Pelo menos 7 policiais morreram hoje em um ataque aéreo da Otan registrado na região de Kunduz, afirmou o governador desta província, Mohammed Omar.

EFE |

Em declarações por telefone à agência de notícias "AIP", Omar disse que entre os mortos, que ocorreu no distrito de Imame Sahib, estão dois oficiais da Polícia.

"O bombardeio não ocorreu de propósito. Os agentes da Polícia foram confundidos com talibãs", explicou.

O ataque teria acontecido durante um enfrentamento entre insurgentes e a Polícia, segundo a versão do governante.

Um porta-voz talibã, Zabihullah Mujahid, disse à mesma agência que os fundamentalistas acabaram com a vida de 15 membros das forças de segurança afegãs durante os mesmos enfrentamentos, embora não fez referência a ataque aéreo.

A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf, na sigla em inglês) da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) não emitiu nenhum comunicado sobre o assunto.

Em setembro na mesma região de Kunduz, ocorreu um bombardeio da Otan - ordenado pelas tropas alemãs fixadas nesta província - que matou 142 pessoas, entre estas dezenas de civis, o que forçou Berlim a demitir altos cargos da Defesa.

A Otan desenvolve desde sábado uma grande operação antitalibã na província de Helmand. EFE nh-amp/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG