Ataque da guerrilha a campo militar mata 20 na Índia

Nova Délhi, 15 fev (EFE).- Um ataque da guerrilha maoísta contra um acampamento militar matou ao menos 20 pessoas hoje na região de Bengala, no leste da Índia.

EFE |

O ataque aconteceu no distrito de Midnapore Ocidental, quando um grupo de 50 maoístas armados e em motos atacou um acampamento de um corpo paramilitar integrado nas forças de segurança indianas.

O chefe do distrito, N.S. Nigam, assegurou que 20 membros desse corpo, destacado na zona para lutar contra os rebeldes, morreram, como informa a agência de notícias "Ians".

Um líder da guerrilha identificado como Kishenji reivindicou a autoria do ataque e assegurou à imprensa que, até que o Governo não interrompa a operação contra os rebeldes, os atentados continuarão.

A guerrilha maoísta permanece ativa sobretudo no chamado "cinturão vermelho", uma faixa de território no centro e no leste da Índia onde os rebeldes têm vários campos de treinamento e buscam o apoio camponês para levar adiante uma revolução agrária de cunho comunista. EFE amp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG