Ataque contra macha neonazista deixa três feridos no Chile

Santiago do Chile, 26 jun (EFE).- Um ataque de um grupo neonazista que marchou pelo centro de Santiago do Chile em homenagem a dois de seus integrantes mortos deixou três feridos, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

Os neonazistas, cujo protesto foi autorizado pelo Governo da capital chilena, foram atacados ontem à noite por membros de uma organização antifascista, o que transformou o centro de Santiago em um verdadeiro campo de batalha.

Os manifestantes, com a cabeça raspada e usando jaquetas negras, faziam saudações nazistas quando foram atacados por cerca de 50 pessoas de um grupo antifascista armados de correntes e bastões.

Os neonazistas lembravam a morte de seu companheiro Mauricio Egaña, que aconteceu em 26 de junho de 2006 após um ataque de um grupo anarquista, e de outro neonazista que faleceu após ser atacado por um grupo de torcedores de um time de futebol.

O auge da confusão aconteceu na frente da sede da Universidade do Chile, a alguns quarteirões do Palácio de La Moneda, onde ficaram feridos pelo menos três neonazistas. EFE mc/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG