Ataque contra governador mata 4 soldados afegãos

Cabul, 22 jan (EFE).- Pelo menos quatro soldados do Exército afegão morreram hoje na explosão de uma bomba durante a passagem do comboio no qual viajava o governador da província de Wardak (centro), informaram fontes oficiais.

EFE |

Abdul Halim Fidai, alvo do atentado, disse à agência afegã "AIP" que uma bomba colocada na estrada explodiu quando os veículos passavam pelo distrito de Jaghatu.

"Meu carro não sofreu nenhum dano. A mina explodiu sob o veículo que viajava na frente ao meu. Consequentemente, quatro membros do Exército afegão morreram e outro ficou ferido", explicou Fidai, que disse já ter escapado de outros quatro atentados.

O governador de Wardak atribuiu o ataque desta sexta-feira aos "inimigos do país", expressão com a qual as autoridades afegãs se referem aos talibãs.

Por sua vez, o porta-voz de Fidai, Shahidullah Shahid, disse que o governador ia para uma escola em Jaghatu quando o comboio em que estava foi atacado.

Segundo Shahid, a Polícia deteve dois suspeitos armados e com explosivos no lugar do ataque, um dos quais seria um líder talibã identificado como Hamdullah. EFE lo/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG