Ataque com mísseis dos EUA no Waziristão deixa entre oito e 12 mortos

Islamabad - Entre oito e 12 pessoas morreram em um ataque com mísseis supostamente perpetrado por um avião americano não-tripulado nas áreas tribais do noroeste paquistanês, informaram nesta sexta-feira diferentes meios de comunicação paquistanesas.

EFE |

O ataque aconteceu na noite de quinta-feira na zona de Dandi Derpakhel, situada na demarcação tribal do Waziristão do Norte, segundo o canal Dawn TV, que afirmou que os projéteis alcançaram uma escola religiosa do líder insurgente Ahmad Haqqani.

Dawn assegurou que oito pessoas morreram no ataque, embora outro meio paquistanês, The News, elevou a 12 as vítimas mortais.

Ahmad é supostamente filho do comandante Jalaluddin Haqqani, que desempenhou o cargo de ministro durante o regime talibã afegão e lidera uma das facções insurgentes mais ativas na luta contra as tropas internacionais desdobradas no Afeganistão.

Nas últimas semanas, os aviões americanos lançaram vários ataques de precisão contra alvos no Waziristão do Norte, considerado uma das principais fortificações dos talibãs e refúgio de líderes da Al Qaeda.

Paquistão rejeita em público estas ações, mas fontes paquistanesas e dos EUA confirmaram a Efe que existe um consentimento tácito e que os serviços de inteligência de ambos países compartilham informação sobre os alvos.

Leia mais sobre:  Paquistão

    Leia tudo sobre: ataqueeuapaquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG