Nova Délhi, 17 jul (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram hoje e muitas ficaram feridas em um novo ataque com mísseis de um avião não-tripulado dos Estados Unidos na região tribal paquistanesa do Waziristão do Norte, informou o canal de televisão Geo TV.

Segundo fontes que não foram identificadas pela rede, um míssil acertou uma casa na área de Bahadur. Não se sabe se as vítimas mortais são talibãs.

Os aviões espiões dos EUA realizam frequentes ataques tanto nesta região, na fronteira com o Afeganistão, como na vizinha Waziristão do Sul, reduto do líder dos talibãs paquistaneses, Baitullah Mehsud.

As forças de segurança paquistanesas bombardeiam há semanas refúgios dos rebeldes em Waziristão do Sul como parte da "fase preparatória", segundo palavras do Exército, de uma grande ofensiva contra Mehsud e sua rede terrorista.

O aumento da frequência dos ataques de aviões espiões americanos é negado pelas autoridades, mas fontes paquistanesas e dos EUA confirmaram à Agência Efe que há um acordo para compartilhar informação.

O Exército reiterou que estes ataques não fazem parte de sua estratégia militar, apesar de analistas afirmarem que o comando paquistanês está colaborando com os EUA para derrubar Mehsud.

Um avião não-tripulado causou a morte de 65 pessoas no Waziristão do Sul em 24 de junho, no maior ataque de uma aeronave como esta em 2009. Porém, o Exército reduziu o número de vítimas mortais para apenas 35. EFE.

amp/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.