Ataque com mísseis dos EUA mata 8 no Paquistão

Islamabad, 27 ago (EFE).- Pelo menos oito pessoas morreram hoje e várias ficaram feridas em um ataque com mísseis supostamente cometido por um avião não-tripulado dos Estados Unidos na região tribal paquistanesa do Waziristão do Sul, informou o canal privado Geo TV.

EFE |

De acordo com esta versão, três mísseis atingiram uma residência na zona de Kanigoram, considerada um reduto do falecido líder dos talibãs paquistaneses Baitullah Mehsud.

A cúpula do Tehrik-e-Taliban Pakistan (TTP), movimento que reúne os diferentes grupos talibãs do país, confirmou na terça-feira a morte de Baitullah Mehsud, a quem as autoridades paquistanesas e americanas davam por morto em um ataque semelhante registrado no início do mês.

O TTP nomeou como sucessor à frente do movimento a Hakimullah Mehsud, um estreito colaborador de Baitullah, após várias semanas de disputas internas.

Os aviões-espiões americanos realizam com frequência ataques nas áreas tribais paquistaneses fronteiriças com o Afeganistão, principalmente nas demarcações do Waziristão do Sul e do Norte, consideradas também refúgio de membros da rede terrorista Al Qaeda.

Islamabad nega em público estas ações, mas fontes paquistanesas e dos EUA confirmaram à Agência Efe que existe um consentimento tácito e que os serviços de inteligência dos dois países compartilham informação sobre os alvos.

Em junho, o Exército paquistanês iniciou bombardeios aéreos contra esconderijos dos fundamentalistas, mas ainda não lançou uma operação em grande escala nesta demarcação, fronteiriça com o Afeganistão.

Cerca de 75 mil civis tiveram que deixar o Waziristão do Sul nas últimas semanas, número que, segundo a ONU, pode aumentar para 150 mil se finalmente ocorrer uma operação militar. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG