Ataque com mísseis dos EUA mata 25 em zona tribal paquistanesa

(Aumenta o número de mortos) Islamabad, 16 mai (EFE).- Pelo menos 25 pessoas morreram hoje e várias ficaram feridas em um novo ataque com mísseis, supostamente realizado por um avião não-tripulado americano em uma zona tribal paquistanesa na fronteira com o Afeganistão, informou uma fonte de segurança.

EFE |

Pelo menos dois mísseis atingiram um complexo utilizado por insurgentes no qual havia uma escola corânica e um armazém de munição na zona de Mir Ali, pertencente à região tribal do Waziristão do Norte, segundo a fonte, citada pela rede "Geo TV".

Nas montanhosas áreas tribais, que nunca estiveram sob completo domínio do Estado paquistanês, escondem-se vários grupos da insurgência talibã e membros da rede terrorista internacional Al Qaeda.

No último um ano e meio, houve quase 60 ataques com mísseis dos EUA no cinturão tribal, a maioria deles nas demarcações do Waziristão do Norte e do Sul, este último reduto do líder dos talibãs paquistaneses, Baitullah Mehsud.

Embora criticados em público pelo Governo Paquistanês, os ataques com aviões da CIA contam com o consentimento tácito do Paquistão, que, em algumas ocasiões coopera com os EUA, e troca informação, admitiram à Agência Efe fontes militares e de inteligência tanto americanas quanto paquistanesas. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG