Istambul - Três pessoas ficaram feridas hoje por causa do lançamento de várias granadas de mão contra um prédio da Prefeitura do distrito de Üsküdar, na margem asiática de Istambul, informou a emissora CNN-Türk.

A Polícia procura duas pessoas, uma delas uma mulher, que fugiram em uma moto no momento da explosão e que são consideradas suspeitas de terem lançado várias granadas, das quais três explodiram, informaram meios de comunicação turcos.

O canal de televisão "NTV", citando testemunhas como fonte, afirmou que foram ouvidas três explosões por volta das 9h25 locais (3h25 de Brasília).

"Segundo as informações que chegaram, foram três as explosões.

Duas delas ocorreram no cemitério de Karacaahmet, próximo ao edifício, e a outra em um caminhão de lixo estacionado em um parque também próximo", explicou o prefeito de Üsküdar, Mehmet Çakir.

As emissoras de TV turca informaram que as explosões criaram pânico entre os trabalhadores do complexo municipal.

Çakir também explicou que, por causa da explosão, o vidro de uma janela se quebrou, embora não tenham sido registrados grandes danos nem no edifício municipal nem em veículos estacionados.

A "NTV" explicou que especialistas da Polícia se deslocaram ao local por temer que houvesse alguma granada que não tivesse sido detonada.

O atentado ocorre dias depois de 17 pessoas terem morrido e cerca de 150 terem ficado feridas na explosão de duas bombas no bairro operário de Güngören, em Istambul.

As autoridades turcas apontaram integrantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) como os responsáveis por esse ataque, embora estes não tenham assumido a autoria.

Leia mais sobre: ataque

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.