Ataque com carro-bomba deixa ao menos 8 mortos no Iraque

Ataque foi dirigido ao complexo residencial de xiitas de Al Gadir; forças militares intensificaram as medidas de segurança

iG São Paulo |

Ao menos oito pessoas morreram nesta segunda-feira após a explosão de um carro-bomba na cidade de Mossul, na província de Ninawa, norte do Iraque, informaram fontes da polícia iraquiana. O ataque, perpetrado a 20 km ao leste dessa importante cidade de maioria sunita, era dirigido ao complexo residencial de xiitas de Al Gadir, na zona de Bartala.

Leia também: Após retirada americana, cresce temor de conflito sectário no Iraque

AP
Forças de segurança inspecionam carro-bomba após ataque ao norte da cidade de Mossul

A explosão causou também grandes danos materiais nos veículos e prédios adjacentes, acrescentaram as fontes. Além disso, as forças militares iraquianas conseguiram desativar outro carro-bomba que estava estacionado dentro do mesmo complexo e intensificaram as medidas de segurança para evitar atentados similares.

Segundo autoridades que falaram em condição de anonimato, crianças estavam entre os mortos do ataque desta segunda-feira.

Os ataques contra xiitas se sucederam nas últimas semanas, depois que no dia 5 de janeiro esta comunidade foi alvo de uma onda de atentados que causou a morte de pelo menos 59 pessoas .

Esse fato ampliou a brecha entre as povoações xiitas e sunitas do Iraque, imerso em uma grave crise política desde dezembro do ano passado , devido à ordem de detenção emitida contra o vice-presidente sunita do país, Tareq al Hashemi, por causa de sua suposta vinculação com o terrorismo.

A violência aumentou no Iraque desde que as tropas americanas deixaram o país . Uma série de explosões deixaram ao menos 150 mortos desde o começo do ano.

No sábado, um homem-bomba deixou mais de 50 mortos em um ataque contra  peregrinos xiitas em Basra, ao sul do Iraque. Ao menos sete morreram no domingo, quando insurgentes invadiram um prédio em Ramadi, oeste de Bagdá.

Mossul, capital da província de Ninawa e a terceira maior cidade do Iraque, foi palco de grandes atentados após a invasão do país em 2003 por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Com AP e EFE

    Leia tudo sobre: iraqueatentadobomba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG