Ataque armado mata ao menos 44 em casamento na Turquia

Ancara, 4 mai (EFE).- Pelo menos 44 pessoas morreram e três ficaram feridas em um ataque armado em um casamento no sudeste da Turquia, informou a agência de notícias estatal Anadolu.

EFE |

Aparentemente, os parentes do casal começaram uma disputa na localidade de Bilge, na província de Mardin, que desencadeou em um confronto armado, informou a "Anadolu".

O incidente ocorreu durante o casamento da filha do chefe de aldeia, um cargo menor que o de prefeito e que existe nas localidades rurais menores.

Outros meios de comunicação locais, porém, não descartam um ataque terrorista.

A agência de notícias "Dogan" afirma que homens encapuzados dispararam e lançaram granadas contra os presentes por volta das 21h30, na hora local.

Segundo essa mesma fonte, a maioria dos homens que estavam no casamento eram guardas rurais, milicianos curdos leais a Ancara que lutam contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

O PKK foi responsável por atentados parecidos nos anos 90, mas um ataque armado contra alvos civis de forma indiscriminada não aconteceu nos últimos anos.

Além disso, o PKK declarou uma trégua unilateral até 1º de junho de 2009.

Mehmet Besir Ayanoglu, vice-governador da província onde ocorreu o incidente, declarou ao diário "Sabah" que o tiroteio "não tinha o aspecto de um ataque terrorista".

As forças de segurança turcas começaram a isolar a região para impedir a entrada de jornalistas.

A região onde aconteceu o tiroteio está perto da fronteira com a Síria e vem sendo castigada nos últimos dias por tempestades de areia que dificultam a comunicação. EFE dt/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG