Bagdá, 7 abr (EFE).- Pelo menos nove pessoas morreram hoje e outras 31 ficaram feridas em um ataque americano registrado em uma área ao leste de Bagdá, informaram fontes do Ministério iraquiano do Interior.

As vítimas foram atingidas por projéteis disparados por tropas americanas, como resposta a um ataque com três bombas de morteiro lançadas por desconhecidos contra a base Al Rostomiya, detalharam as fontes.

No entanto, os projéteis norte-americanos, que supostamente tinham como alvo a origem de onde foram lançadas as bombas, impactaram em algumas casas do bairro de Al Amin, em Bagdá.

As fontes indicaram que até agora o Exército americano não informou sobre este fato.

Além disso, alguns desconhecidos dispararam quatro bombas contra a fortificada "zona verde" de Bagdá, e ainda não foi divulgado se há vítimas.

A região em questão abriga a sede do Governo iraquiano e as embaixadas dos EUA e do Reino Unido, além do quartel-general das forças da coalizão multinacional, liderada pelos EUA.

Além disso, dois civis ficaram feridos com a explosão de uma bomba de morteiro que caiu na área de Al-Karrada, frente à "zona verde", enquanto outro projétil desse tipo explodiu em uma garagem do Ministério iraquiano de Assuntos Exteriores, onde destruiu três carros.

Anteriormente, informou-se que um ataque similar contra uma delegacia policial no bairro xiita Cidade de Sadr, no leste da capital, deixou dois policiais feridos.

A violência persiste no Iraque apesar das campanhas de segurança que milhares de tropas iraquianas e da coalizão, lideradas pelos EUA, realizam na capital e em diversas zonas do país. EFE am-aj/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.