Ataque aéreo dos EUA mata 8 militantes no Paquistão

Por Haji Mujtaba MIRANSHAH, Paquistão (Reuters) - Um avião teleguiado dos Estados Unidos atirou três mísseis na região do Waziristão do Norte, no Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, nesta quarta-feira, matando oito militantes, disseram residentes e autoridades de inteligência paquistaneses.

Reuters |

O ataque teve como alvo um reduto do grupo Haqqani, uma grande facção do Taliban que ataca forças ocidentais ao longo da fronteira com o Afeganistão. Um ataque similar na semana passada na mesma área matou um filho de Jalaluddin Haqqani, o líder do grupo.

Após a explosão dos mísseis, houve um incêndio no vilarejo de Dargi Mandi, 4 quilômetros ao norte de Miranshah, a principal cidade do Waziristão do Norte.

"Densas chamas de incêndio continuam saindo da área", disse um repórter da Reuters em Miranshah.

Autoridades de inteligência paquistanesas disseram que oito militantes foram mortos, incluindo três estrangeiros, mas afirmaram não ter informações sobre a identidade das vítimas.

Residentes disseram que militantes cercaram a área e não permitiam a aproximação de pessoas.

O Paquistão, aliado dos EUA, oficialmente se opõe aos ataques com aviões teleguiados, dizendo que eles violam a soberania e alimentam o sentimento contra o governo norte-americano, o que complica os esforços paquistaneses contra militantes.

No entanto, alguns dos ataques são realizados com o consentimento de Islamabad, especialmente aqueles contra militantes do Taliban paquistanês.

(Reportagem adicional de Izaz Mohmand e Javed Hussain)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG