Ataque aéreo dos EUA mata 45 no Paquistão, dizem autoridades

Por Alamgir Bitani PESHAWAR, Paquistão (Reuters) - Aviões teleguiados dos Estados Unidos mataram ao menos 45 militantes do Taliban paquistanês, nesta terça-feira, ao atacarem um grupo que estava reunido depois do funeral de um comandante insurgente morto mais cedo, disseram autoridades de inteligência do Paquistão.

Reuters |

O Paquistão, aliado dos EUA, oficialmente se opõe aos ataques por aviões teleguiados norte-americanos, embora o ataque desta terça-feira tenha acontecido enquanto o Exército paquistanês prepara uma ofensiva contra o líder do Taliban paquistanês, Baitullah Mehsud, no Waziristão do Sul, na fronteira com o Afeganistão.

Os militares iniciaram uma ofensiva contra militantes do Taliban aliados de Mehsud no Vale do Swat, ao noroeste de Islamabad, em maio, e estão em fase final de operação. O próximo alvo é Mehsud.

"Três mísseis foram disparados por aviões teleguiados enquanto as pessoas se dispersavam após o funeral de Niaz Wali", disse uma autoridade de inteligência, se referindo a um comandante do Taliban, um dos seis militantes mortos em outro ataque anterior também com aviões teleguiados.

O Exército não tinha informação sobre o ataque contra o funeral na remota área sob controle de Mehsud, disse uma autoridade militar.

Mehsud, um aliado da Al Qaeda acusado de planejar o assassinato da ex-primeira-ministra do Paquistão, Benazir Bhutto, em 2207, esteve na área mas não foi ferido, disse uma autoridade do Taliban.

Os EUA ofereceram uma recompensa de cinco milhões de dólares por informações que levem à captura de Mehsud.

(Reportagem adicional de Zeeshan Haider, Faisal Aziz e Hafiz Wazir)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG