CABUL - Pelo menos 11 supostos insurgentes morreram em uma ofensiva aérea lançada pelas tropas da coalizão liderada pelos Estados Unidos na província de Cabul, informou nesta quarta-feira o comando americano.

Segundo um comunicado, a operação, que aconteceu nesta terça-feira no distrito de Surobi, tinha como alvo um líder da milícia Hizb-e-Islami, que estaria envolvido na coordenação de ataques contra civis e tráfico de armas.

Os soldados fizeram uma batida contra o edifício em que se refugiavam os insurgentes, quando foram atacados por vários homens armados.

Os militares, que responderam ao ataque com armas leves e contaram com o apoio aéreo de um avião de combate, mataram 11 insurgentes, segundo a nota, que diz ainda que os combates não deixaram vítimas civis.

Em outro confronto, pelo menos seis supostos insurgentes morreram, também nesta terça, em um bombardeio da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), no leste afegão, segundo um comunicado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

O comunicado, que não precisa a província em que a operação aconteceu, descartou que a ofensiva tenha deixado civis feridos e assegurou que todas as vítimas eram "insurgentes inimigos".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.