Ataque aéreo da Otan no Afeganistão mata 27 civis

Por Golnar Motevalli MARJAH, Afeganistão (Reuters) - Um ataque aéreo da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) matou 27 pessoas no sul do Afeganistão após um avião disparar por engano contra civis que se pensava ser insurgentes, informou o governo afegão nesta segunda-feira.

Reuters |

O gabinete afegão condenou as mortes ocorridas próximas à fronteira entre as províncias de Uruzgan e Dai Kondi como "injustificáveis". As baixas civis têm sido motivo de irritação para a maioria dos afegãos.

Inicialmente, o governo afegão informou que 33 pessoas haviam sido mortas, porém mais tarde corrigiu o número de fatalidades para 27. O número de mortes no ataque do domingo ainda é o maior em meses.

O incidente não é parte da Operação Mushtarak, a maior ofensiva liderada pela Otan para retirar integrantes do Taliban da província de Helmand, também no sul do país.

Ainda assim, ele pode afetar os esforços da Otan e do governo do Afeganistão para conquistar apoio da população local, parte de um plano para obter o controle de locais dominados pelo Taliban antes do início de uma retirada gradual das tropas norte-americanas do país em 2011.

"Informações iniciais dão conta de que a Otan disparou contra um comboio de três veículos... matando pelo menos 27 civis, incluindo quatro mulheres e uma criança, e ferindo outros 12", disse o gabinete afegão em comunicado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG