Ataque aéreo americano mata dez no Paquistão

Pelo menos dez pessoas foram mortas por mísseis, neste domingo, provavelmente lançados por um drone americano (avião de vigilância sem piloto) contra locais suspeitos de abrigar islamitas, em uma zona tribal do noroeste do Paquistão, anunciaram os responsáveis pelos serviços de segurança.

AFP |

O ataque aéreo aconteceu na região do Waziristão do Sul, refúgio dos talebans e dos combatentes vinculados à rede Al-Qaeda.

Essa é a última de uma série de operações em território paquistanês que agravaram a tensão entre Islamabad e Washington.

Os mísseis eram dirigidos contra um imóvel perto da localidade de Ladha, um dos principais setores controlados pelos homens do chefe taleban Baitula Mehsud, acusado de ser o instigador do assassinato, em 2007, da ex-primeira-ministra paquistanesa Benazir Bhutto.

Nada permite indicar, até o momento, que o chefe do movimento dos taleban paquistaneses Tehreek-e-Taleban tenha sido alvo direto do ataque.

"Dois mísseis alcançaram o recinto utilizado para os treinamentos e o destruíram. As informações preliminares são de pelo menos dez mortos", declarou uma alta autoridade dos serviços de segurança paquistaneses à AFP.

A informação ainda não foi confirmada pelo Exército paquistanês e pela coalizão internacional sob comando americano no Afeganistão.

Na quinta-feira passada, mísseis disparados de vários aviões sem piloto, que também seriam americanos, atingiram um madraçal, na região tribal do Waziristão do Norte, causando 11 mortos.

Os ataques de mísseis atribuídos às forças americanas têm se tornado quase que diários nas zonas tribais paquistanesas fronteiriças com o Afeganistão, há alguns meses.

Neste domingo, explodiram novos combates no distrito tribal de Bajaur (noroeste), onde 11 insurgentes foram mortos, segundo os serviços de segurança, dentro de uma ofensiva paquistanesa contra os talibãs e a rede Al-Qaeda.

No vale de Swat, também no noroeste do Paquistão, 15 pessoas perderam a vida hoje, em um tiroteio deflagrado quando simpatizantes do mulá Fazlullah tentaram seqüestrar outro religioso no comando de um grupo que luta contra os talebans, informou uma autoridade militar. Entre os mortos, havia pelo menos dez talebans, ainda segundo o Exército.

Por último, um atentado suicida com carro-bomba contra um posto de controle paramilitar deixou 12 feridos neste domingo, na zona tribal de Mohmand, vizinha da região de Bajaur.

Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG