Ataque a senador mata 2 no Paraguai

No atentado morreram um segurança e o motorista do Senador Roberto Acevedo, revelou uma fonte policial

Reuters |

Ao menos duas pessoas morreram na segunda-feira no Paraguai, em um atentado contra um senador aliado do governo em uma região onde operam grupos narcotraficantes na qual há um estado de exceção há dois dias.

Reuters
Carro do senador foi alvejado na última segunda-feira
O ataque ocorreu no centro da cidade Pedro Juan Caballero, a cerca de 550 quilômetros de Assunção, na fronteira com o Brasil. Foram mortos um motorista e um guarda-costas do senador Roberto Acevedo, do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), disse uma fonte policial.

O senador, que segundo pessoas próximas havia recebido ameaças de morte por denúncias contra narcotraficantes, estava hospitalizado em uma clínica da cidade, segundo a rádio Ñandutí.

Pedro Juan Caballero é a capital do departamento de Amambay, onde desde sábado há um estado de exceção para facilitar o combate a um grupo armado de esquerda, apontado como responsável por sequestros, assassinatos e ataques a delegacias.

    Leia tudo sobre: Paraguaiatentado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG