Ataque a sede de associação de jornalistas mata três no Paquistão

Pelo menos três pessoas morreram e 17 ficaram feridas em um ataque executado por um homem-bomba diante da sede de uma associação de jornalistas em Peshawar, a grande cidade do noroeste do Paquistão.

AFP |

Este é o primeiro atentado deste tipo cometido diretamente contra uma organização da imprensa no Paquistão.

Um homem repleto de explosivos tentou entrar no prédio, foi parado por policiais e detonou sua carga, segundo o chefe de polícia local, Karim Khan.

Além do homem-bomba, três pessoas morreram, um policial, um funcionário do clube da imprensa e uma mulher, segundo o doutor Zafar Iqbal, diretor do Lady Reading Hospital, o principal centro médico da cidade.

As vítimas foram atingidas por pedaços de metal e pregos colocados nos explosivos que o terrorista transportava.

A explosão quebrou quase todos as janelas do imponente edifício do clube da imprensa, provocou grave danos materiais no posto de segurança local e atingiu os veículos estacionados diante do prédio.

Em várias ocasiões, os rebeldes talibãs, muito presentes na região de Peshawar, ameaçaram a imprensa local, segundo o presidente da associação, Shamim Shahid.

"Por isto reforçamos nossa segurança e o controle dos visitantes", disse.

A grande maioria dos atentados que mataram mais de 2.700 pessoas em menos de dois anos e meio no país foram executados por integrantes do Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP), que se aliou com a A-Qaeda.

la-sz/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG