Ataque a helicóptero mata 3 militares na Colômbia

BOGOTÁ (Reuters) - Três militares colombianos foram mortos na noite de segunda-feira por uma explosão provocada por supostos guerrilheiros das Farc no momento em que o helicóptero deles pousava perto de um dos maiores quartéis do país, disseram autoridades na terça-feira. Ataques contra a aviação colombiana são raros desde que o presidente Alvaro Uribe começou a receber bilhões de dólares dos Estados Unidos para combater a guerrilha e o narcotráfico. Desde 2000, ele recebeu cerca de 5,5 bilhões de dólares.

Reuters |

A explosão aconteceu quando os aviadores treinavam os pousos no Departamento de Tolima, local da base militar de Tolemaida, onde militares dos EUA dão treinamento. A região também é muito procurada por turistas de Bogotá.

'Explosivos foram colocados a cem metros da área onde (o helicóptero) iria pousar, levando à sua total destruição e à morte dos três tripulantes', disse o comandante da Força Aérea, brigadeiro Jorge Ballesteros. 'Sem dúvida, tem todas as características e métodos das Farc.'

As autoridades inicialmente disseram se tratar de um acidente, mas depois anunciaram a descoberta de um pavio detonador perto do local do pouso.

Em 2007, a Colômbia disse ter impedido um plano dos rebeldes para atacar consultores militares dos EUA em visita a Melgar, um popular balneário perto da base de Tolemaida. Três homens foram presos com explosivos e fotos da área.

(Por Patrick Markey e Luis Jaime Acosta em Bogotá)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG