Ataque a funeral mata pelo menos 45 no Iraque

Pelo menos 45 pessoas foram mortas nesta quinta-feira em um atentado suicida realizado contra um funeral próximo à cidade iraquiana de Baquba. O homem-bomba detonou explosivos durante o cerimonial fúnebre de dois homens que haviam morrido lutando contra militantes da rede Al Qaeda.

BBC Brasil |

Correspondentes dizem que ataques a funerais no Iraque são normalmente atribuídos à Al Qaeda, e Baquba, capital da província de Diyala, é um dos bastiões da insurgência iraquiana.

Recentemente, a província ao norte de Bagdá tem sido alvo de fortes operações militares das forças de segurança do Iraque e dos Estados Unidos. Na terça-feira, uma bomba plantada em pleno centro da cidade matou pelo menos 30 pessoas e feriu pelo menos outras 50.

Membros da comunidade sunita local têm engrossado as fileiras milícias alinhadas aos Estados Unidos e ao governo iraquiano contra os militantes da rede extremista.

Segundo as autoridades, a rede Al Qaeda se agrupou nas províncias do norte do Iraque, como Diyala, após ser expulsa da província ocidental de Anbar e de Bagdá.

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG