Ataque a Berlusconi foi premeditado, diz ministro

O ataque contra o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, no domingo, foi premeditado, disse o ministro do Interior Roberto Maroni. Segundo Maroni, o suspeito, identificado como Massimo Tartaglia, vinha desenvolvendo raiva contra o premiê há algum tempo.

BBC Brasil |

O ministro do Interior disse que o responsável pelo ataque passou algumas horas na praça de Milão, antes da chegada de Berlusconi.

"Ele estava equipado com spray de pimenta e com um crucifixo de resina", disse Maroni.

Mais cedo, os advogados de Tartaglia, que aparentemente tem um histórico de doença mental, disseram que ele se desculpou por seu "ato covarde e irrefletido".

Berlusconi, de 73 anos, teve o nariz fraturado e dois dentes quebrados depois de ser atingido com uma miniatura da catedral de Milão, após um comício na cidade.

Ele deve deixar o hospital na quarta-feira com recomendação para repousar, disse seu médico.

O médico particular de Berlusconi Alberto Zangrillo disse aos jornalistas nesta terça-feira que o premiê recebeu ordens para não realizar nenhuma atividade pública "importante" nas próximas duas semanas.

Ele disse ainda que o premiê teve uma "noite calma".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG