Ataque a banco na China deixa 60 feridos

Ex-empregado detonou uma bomba caseira na sala em que era realizada uma reunião

AFP |

Ao menos 60 pessoas ficaram feridas, seis gravemente, em um ataque a um banco da província de Gansu, no noroeste da China, informou nesta sexta-feira a agência oficial de notícias chinesa.

O ex-empregado lançou um coquetel molotov às 09H00 local (22H00 Brasília de quinta) contra o prédio de um banco da cidade de Wuwei, no distrito autônomo (tibetano) de Tianzhu, quando ocorria uma reunião de funcionários, disse uma testemunha à agência "Nova China".

O funcionário havia sido demitido por usar dinheiro do banco em benefício próprio

Segundo a testemunha, várias pessoas se atiraram pela janela da sala de reunião, no quarto andar do prédio do banco.

Mais cedo, a "Nova China" havia informado dezenas de "mortos ou feridos" no ataque ao banco. Duas horas após o ataque, socorristas e policiais permaneciam em torno do prédio do banco, cuja rua teve o acesso bloqueado, segundo a agência de notícias.

Ao menos um terço da população do distrito de Tianzhu, que reúne mais de 210 mil habitantes, pertence a etnia tibetana, destacou a agência de notícias, sem precisar se o ataque teve motivações políticas.

    Leia tudo sobre: Chinaexplosão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG