Astrônomos localizam dezenas de ¿super-Terras¿

Paris ¿ Astrônomos europeus divulgaram, nesta segunda-feira, que foram localizados, em um sistema ainda sem nome, três planetas gigantes até então desconhecidos.

AFP |

Segundo a agência AFP, a descoberta sugere que estrelas similares ao nosso Sol abrigam esses planetas, chamados de super-Terras, por serem diversas vezes mais pesados que nosso planeta. Três deles foram encontrados orbitando uma estrela conhecida como HD 40307 a 42 anos-luz de distância (um ano-luz corresponde a 9.5 trilhões de quilômetros).

Todas as estrelas abrigam planetas? Se sim, quantos?, pergunta o astrônomo Michel Mayor do Observatório de Genebra, na Suíça. Nós ainda não sabemos a resposta, mas estamos progredindo bastante, disse em um pronunciamento.

O primeiro planeta fora do sistema solar foi detectado em 1995 e, até os planetas revelados nesta segunda, somente 280 haviam sido descobertos. Entretanto, com as novas tecnologias, essa lista tende a se expandir rapidamente. Certamente, esses planetas são a ponta de um iceberg, disse Mayor.

Os planetas pesam de quatro a 30 vezes mais que Terra e suas órbitas são no mínimo sete vezes menores, indicando que eles estão muito mais perto de suas respectivas estrelas e assim mais fáceis de serem localizadas. 

A AFP informou ainda que os astrônomos anunciaram a descoberta de dois outros sistemas planetários. "É possível que existam muitos outros planetas presentes ¿ não só as "super-Terras", mas também planetas similares à Terra que ainda não puderam ser detectados", declarou Stephane Udry, pesquisadora do Observatório de Genebra.

A idade estimada da Terra é de 4.5 bilhões de ano, e o Sol tem por volta de 100 milhões de anos a mais.

    Leia tudo sobre: planetas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG