Astrônomos debatem no Rio avanços nos estudos espaciais

Rio de Janeiro, 4 ago (EFE).- Mais de dois mil astrônomos de 80 países começaram hoje os debates da 27ª Assembleia da União Astronômica Internacional (IAU, na sigla em inglês), que acontece até o próximo dia 14 no Rio de Janeiro.

EFE |

A reunião deste ano deve ser menos polêmica do que a de três anos atrás, a última da IAU, quando Plutão passou a ser considerado como um "planeta anão" do sistema solar.

A Assembleia foi aberta pela presidente da IUA, Catherine Cesarky, em um ato no qual o Governo federal esteve representado pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende.

Rezende destacou o impulso que o Governo deu nos últimos anos para levar a tecnologia e a ciência do país "a seu nível mais alto".

Neste sentido, o ministro lembrou que em 1976 só havia 15 doutores em astronomia no país, um número que é de 215 atualmente.

No momento mais descontraído do evento de abertura da Assembleia da IAU, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, pediu que os astrônomos perguntassem às estrelas se a cidade do Rio seria escolhida em 2 de outubro como a sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Fundada em 1919, a União Astronômica Internacional reúne mais de dez mil astrônomos de todo o mundo e é a principal autoridade científica neste campo.

A cada três anos, a entidade celebra sua Assembleia Geral. Em 2012, a reunião será em Pequim. EFE edv/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG