Astrônomos alemães descobrem a água mais distante da terra

(Embargada até as 17.00 horas GMT) Berlim, 17 dez (EFE).

EFE |

- Uma equipe de astrônomos alemães da cidade de Bonn detectou a presença de água à maior distância da Terra registrada até o momento, cerca de 11,1 bilhões de anos-luz.

Um porta-voz do Instituto Max Planck de Radioastronomia de Bonn especificou hoje que as partículas de água foram localizadas no quasar (corpo cósmico que emite grandes ondas de radiação) MG-J0414+0534, uma galáxia ativa muito distante de nosso planeta.

Os cientistas alemães assinalaram nesse sentido que os sinais que se recebidos do quasar são de quando o universo só tinha um quinto de sua idade atual.

O grupo de astrônomos, que publicará os resultados de seu estudo na revista "Nature", estima que a água detectada faz parte de nuvens de gás e pó que são absorvidas por um buraco negro em massa situado no centro do quasar.

Sublinharam que não se trata de água líquida, mas de moléculas de água muito distantes entre si, que puderam ser detectadas com o radiotelescópio da montanha de Effelsberg, junto a Bonn.

Sua descoberta foi possível também pela situação do quasar no espaço, com outra galáxia em seus arredores que fez de espelho para reforçar a primeira. EFE jcb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG