Depois de oito anos em busca de imagens, um astrônomo americano conseguiu captar, com uma câmera do telescópio espacial Hubble, as primeiras fotografias ópticas de um exoplaneta situado a 25 anos-luz do Sistema Solar.

Com uma massa provavelmente próxima da de Júpiter, este planeta orbita a estrela Fomalhaut na constelação de Piscis austrinus (Peixe Austral), situada quatro vezes a distância que separa Netuno do Sol, afirma Paul Kalas, da Universidade de Berkeley, Califórnia, principal autor do estudo.

O planeta, batizado Fomalhaut b, pode ter um sistema de anéis de dimensão comparável aos que rodeiam Júpiter.

Suspeitava-se da existência deste exoplaneta desde 2005, quando imagens feitas por Kalas com a ajuda da câmara de observação avançada do Hubble mostraram uma borda muito claramente definida no interior do cinturão de pó em torno de Fomalhaut, que levou a pensar num astro com uma órbita elíptica.

"Previmos este fenômeno em 2005 e agora temos a prova direta com duas fotos do planeta", afirmou Kalas.

js/cn-lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.