Astronautas iniciam 3ª dia de trabalhos fora da ISS

Washington, 22 jul (EFE).- Os astronautas Dave Wolf e Chris Cassidy iniciaram hoje o terceiro dia de trabalhos fora da Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês), durante a qual substituirão baterias em um dos painéis solares que dão energia à plataforma orbital.

EFE |

Cassidy e Wolf saíram pelo módulo "Quest" às 11h32 de Brasília e permanecerão cerca de seis horas e meia em trabalhos em torno da ISS, que, acoplada ao ônibus espacial "Endeavour", orbita a cerca de 385 quilômetros da Terra e a aproximadamente 27.000 km/h.

A jornada de trabalho extraveicular terminará aproximadamente às 18h28 de Brasília.

A primeira tarefa dos trabalhadores espaciais é a remoção de uma cobertura de isolamento do módulo japonês "Kibo" e a preparação de equipes e experimentos que estão em um setor do módulo japonês para sua mudança, amanhã, a uma plataforma.

Depois, os dois darão atenção às baterias. O sistema de energia da ISS consiste em um conjunto de painéis fotovoltaicos que absorvem a energia solar e a guardam em baterias.

Cassidy e Wolf substituirão quatro das seis baterias em um dos seis canais de energia elétrica da estação.

Em preparação para esta tarefa, foram drenadas as baterias velhas e as cargas elétricas operadas normalmente por esse canal foram transferidas a outros dutos.

As baterias novas estão guardadas em um carrinho de carga.

Astronautas do "Endeavour", Doug Hurley e a canadense Julie Payette operam o braço robótico da ISS para movimentar o carrinho ao lugar de trabalhos de Wolf e Cassidy.

Wolf e Cassidy, em um procedimento cuidadoso e bem ensaiado, retirarão a cobertura de isolamento das velhas baterias, depois as tirarão com ferramentas que parecem colheres, as passarão de mão em mão ao espaço de armazenamento no carrinho, e repetirão o processo, ao contrário, para instalar novas.

Cada bateria nova conta com 38 células de hidrogênio e níquel, e os equipamentos elétricos e mecânicos correspondentes.

Dois conjuntos de baterias conectados em série podem armazenar até 8 quilowatts de energia elétrica.

As baterias foram projetadas para que durem aproximadamente seis anos e meio, e podem exceder 38 mil ciclos de carga e descarga. EFE jab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG