Astronautas concluem primeira saída ao espaço para modernizar Hubble

Dois astronautas do ônibus espacial Atlantis efetuaram nesta quinta-feira sua primeira saída ao espaço, para modernizar o telescópio Hubble, anunciou a Nasa. A primeira das cinco saídas espaciais previstas nesta missão durou sete horas e vinte minutos, mais do que o esperado.

Redação com agências internacionais |

O astrônomo John Grunsfeld, 50 anos, e o geólogo Drew Feustel, 43, instalaram uma nova câmera, um novo computador e um novo dispositivo que permite acoplar ao telescópio veículos espaciais.

Reuters

Astronautas deixam a nave Atlantis para iniciar conserto do Hubble

"Esta nova câmera promete enxergar mais para trás no tempo, mais perto do Big Bang, do que jamais pudemos enxergar até hoje", disse Grunsfeld, em entrevista antes da decolagem do ônibus espacial.

Olhar longamente para os objetos mais distantes detectáveis é a primeira prioridade entre as tarefas do Hubble, assim que o observatório voltar a funcionar. Os alvos mais antigos que o Hubble já viu datam de 700 milhões de anos depois do Big Bang, a explosão que criou o universo há cerca de 13,7 bilhões de anos.

Grunsfeld tem um projeto de pesquisa pendente com a nova câmera. Ele quer utilizar seus sensores ultravioletas para estudar uma cratera na lua, na esperança de encontrar minerais que possam ser úteis para expedições lunares futuras.

A Nasa quer deixar o Hubble com o máximo possível de equipamentos de reserva, na esperança de mantê-lo operacional pelo menos até 2014, quando está previsto que o telescópio que o irá substituir já esteja pronto para operar.

A missão do Atlantis, que deve durar 11 dias, tem como objetivo prolongar a vida do Hubble em cinco anos, o tempo suficiente para terminar e lançar um sucessor mais moderno, o telescópio James Webb.

(Com informações da Reuters e da AFP)

Leia também:


Leia mais sobre espaço

    Leia tudo sobre: hubble

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG