Astronauta chinês completa caminhada espacial

Um astronauta chinês se tornou neste sábado o primeiro de seu país a fazer uma caminhada espacial. Imagens transmitidas em cadeia nacional na China mostraram Zhai Zhigang, de 42 anos, fora da cápsula da nave espacial agitando uma pequena bandeira chinesa.

BBC Brasil |

Zhigang ficou fora da cápsula durante 15 minutos enquanto os outros dois astronautas permaneceram dentro da nave.

O exercício foi considerado chave para a ambição chinesa de construir uma estação orbital nos próximos anos.

"Estou me sentindo bem. Aproveito para saudar o povo chinês e os outros povos do mundo", disse ele ao sair da nave.

Zhai estava vestindo um traje especial que teria custado até US$ 40 milhões.

Durante o "passeio espacial", ele ficou ligado à cápsula por um cabo umbilical.

Programa espacial
A China lançou sua terceira missão tripulada ao espaço na quinta-feira. O foguete Longa Marcha 2-F decolou da base de Jiuquan, província de Gansu, noroeste da China, carregando a nave Shenzhou VII para uma jornada que durou cerca de 70 horas.

Essa foi a terceira missão espacial tripulada, mas a primeira a realizar uma caminhada pelo espaço.

Durante o tempo que passou no espaço, a Shenzhou 7 orbitou a 343 quilômetros de distância da Terra numa trajetória quase circular, segundo o jornal estatal China Daily.

A China é o terceiro país a enviar astronautas ao espaço, após os Estados Unidos e a Rússia, e é justamente graças à cooperação com os russos que Pequim obteve tecnologia espacial.

A Rússia cedeu à China em 2004 13 trajes espaciais próprios para a caminhada espacial.

Por envolver uma caminhada no espaço, a missão Shenzhou 7 enfrenta dificuldades técnicas nunca vistas antes e a ajuda russa foi crucial, afirmou o porta-voz da agência espacial chinesa, Wang Zhaoyao.

Segundo Wang, com a ajuda russa os chineses conseguiram desenvolver o traje em apenas três anos e meio, quando levariam pelo menos oito anos se estivessem pesquisando sozinhos.

A missão atual marca o encerramento da primeira fase do programa espacial da China, que tem três etapas.

A primeira etapa é enviar astronautas ao espaço. A segunda é acoplar espaçonaves para formar um laboratório e a terceira é construir uma estação espacial.

A próximas missões, Shenzhou 8 e 9, deverão ajudar a montar um laboratório espacial em 2010.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG