Associação de Direitos Humanos da A.Latina festeja soltura de Betancourt

Quito, 2 jul (EFE).- A Associação Latino-Americana de Direitos Humanos (Aldhu) expressou hoje sua alegria pela libertação da ex-candidata à Presidência colombiana Ingrid Betancourt e de outros 14 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"Esta libertação é uma notícia que alegra a consciência democrática da humanidade", disse a Aldhu em um comunicado.

A associação "faz votos para que este fato seja um bom passo para pôr fim ao crime do seqüestro de pessoas", ao qual se referiu como "um crime contra a humanidade".

O secretário-geral da Aldhu, o chileno Juan de Dios Parra, lembrou que a organização humanitária vem defendendo a condenação do seqüestro como um crime de lesa-humanidade, para que seus autores possam ser perseguidos em qualquer tempo e lugar.

Além disso, a Aldhu reiterou seus votos para que a cúpula das Farc solte todos os reféns que ainda mantém na Colômbia. EFE sm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG