Assis, cidade dos pobres, proíbe os mendigos

O prefeito de Assis, cidade italiana onde nasceu e morreu São Francisco (1182-1226), devoto aos pobres, decretou a proibição de mendigos, informou o jornal La Reppublica.

AFP |

A medida impede a mendicância a menos de 500 metros das igrejas, lugares de culto, praças e edifícios públicos, segundo o documento assinado pelo prefeito de esquerda Claudio Ricci.

Também foi proibido sentar e deitar no chão.

O prefeito justificou a medida como forma de "preservar o caráter sagrado de Assis, sem renunciar à noção de acolhimento".

"Mendigar não é um delito. No entendo porque proibir adotando esta lei. Ainda que algumas pessoas se aproveitem, ajudar as pessoas é sempre uma coisa boa", defendeu o presidente do Conselho Pontifical Justiça e Paz, Renato Martino.

"São Francisco é o santo dos pobres e sua doutrina continua sendo atual. Por isso não compreendo esta nova medida", acrescentou.

Para o padre Vincenzo Coli, responsável por um convento franciscano de Assis, "é difícil dizer o que São Francisco faria hoje em dia, já que os tempos mudaram".

"Mas ele recomendava mendigar apenas se o trabalho não fosse suficiente para se sustentar", declarou o religioso.

Filho de um comerciante, São Francisco fundou a ordem dos franciscanos e dedicou sua vida ao cristianismo e à pobreza após uma curta experiência militar.

ame/cl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG