Assim como em 2007, Chávez diz que respeitará derrota

Caracas, 9 fev (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que reconhecerá a derrota caso perca o referendo sobre a reeleição indefinida no próximo domingo -da mesma forma que fizera na consulta sobre sua frustrada reforma constitucional em 2007- e provocou a oposição a fazer o mesmo.

EFE |

"Eu quero ouvir o mesmo dos dirigentes da oposição (...); reconheçamos os resultados e sigamos a marcha. É minha mensagem e meu compromisso", disse ontem à noite à emissora Venevisión de Caracas.

No entanto, o mesmo Chávez prometera respeitar o resultado do referendo de dezembro de 2007 que derrubou sua proposta reforma constitucional que incluía a reeleição indefinida, mas, pouco depois, recorreu à sua maioria parlamentar para insistir na tentativa de poder se perpetuar no poder.

Chávez, que no aniversário de seus dez anos na Presidência, decretou feriado nacional e usou as forças de segurança para obrigar comerciantes a fecharem as portas, ameaçou jovens opositores a "tomar distância do caminho violento". EFE ar/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG