não cura tudo - Mundo - iG" /

Assessor de Obama ressalta que plano econômico não cura tudo

Washington, 13 fev (EFE).- O plano de estímulo econômico no valor de US$ 790 bilhões que o Congresso poderá votar hoje ajudará os Estados Unidos, mas não cura tudo, afirmou nesta manhã o assessor econômico Larry Summers.

EFE |

"Esta é a maior expansão fiscal na história do país", disse Summers, um ex-secretário do Tesouro que agora dirige o conselho econômico da Casa Branca, em entrevista ao programa "Today" da emissora de televisão "NBC".

"O programa é uma parte-chave do que será uma estratégia com partes múltiplas para a contenção desta queda, mas os problemas não foram gerados em uma semana, um mês ou um ano", disse o funcionário.

"Demorará tempo para resolver tudo isto", acrescentou. "O plano não cura tudo, mas não temos uma alternativa viável. Haverá progressos e tropeços", acrescentou.

Após difíceis negociações com a Câmara dos Representantes, que tinha aprovado sua própria versão do programa econômico, o Senado pode votar hoje ou no fim de semana a legislação que contém gastos e cortes de impostos.

O presidente Barack Obama, que pediu que o Congresso aprove a lei, defende que a iniciativa criará ou protegerá 3,5 milhões de empregos, mas os críticos afirmam que o programa está repleto de gastos desnecessários e de disposições que não estimularão a economia. EFE jab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG