Assessor de Obama diz confiar em aprovação da reforma na saúde

Washington, 14 mar (EFE).- Mesmo com a ferrenha oposição republicana, o principal assessor político da Casa Branca, David Axelrod, mostrou confiança hoje de que o Congresso dos Estados Unidos aprovará a reforma no sistema de saúde.

EFE |

Em um programa do canal "CNN", Axelrod afirmou que, apesar das barreiras presentes nas negociações atuais, surgirá uma "coalizão" que dará o empurrão decisivo na reforma.

Os democratas entraram na reta final de um plano de reforma que negociam a portas fechadas e que pode passar por votação nos próximos dias.

Segundo Axelrod, a opinião pública considera que é o momento de agir para corrigir as deficiências do sistema de saúde dos EUA, onde cerca de 45 milhões de pessoas não têm seguro médico.

No mesmo programa, o líder da minoria republicana na Câmara de Representantes, John Boehner, reiterou que seu partido continuará se opondo a um plano que, para ele, é uma custosa ingerência do Governo e aumentará os impostos.

Segundo o republicano, apesar da retórica da Casa Branca "o projeto de lei não está nem perto de um meio termo" que incentive o apoio bipartidário e os democratas "não têm os votos" para aprovação.

"Farei todo o possível para impedir que este projeto se transforme em lei (...). Os republicanos farão todo o possível para que seja difícil, impossível, que seja aprovado", prometeu Boehner.

Segundo a negociação atual, a Câmara de Representantes terá que aprovar a versão da reforma de saúde avalizada pelo Senado em dezembro passado.

O presidente dos EUA, Barack Obama, prevê continuar esta semana a campanha para persuadir a opinião pública e os legisladores indecisos sobre a necessidade de aprovar a reforma, sua grande prioridade legislativa. Amanhã, ele estará em Ohio. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG