antiamericanismo de Chávez - Mundo - iG" /

Assessor de Obama critica antiamericanismo de Chávez

Washington, 19 abr (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, deve mudar o discurso antiamericano e buscar cooperar com os Estados Unidos se deseja normalizar as relações bilaterais, afirmou hoje David Axelrod, assessor político do presidente Barack Obama.

EFE |

Em entrevista ao programa "Face the Nation" da rede de televisão "CBS", ele destacou que os gestos de boa vontade que foram vistos na 5ª Cúpula das Américas não são suficientes.

Antes da cerimônia de abertura do encontro, Obama tinha apertado as mãos de vários líderes latino-americanos, entre eles Chávez.

Depois, em reunião do presidente americano com líderes da União de Nações Sul-americanas (Unasul), o venezuelano se levantou para dar ao governante dos EUA o livro "As Veias Abertas da América Latina", de Eduardo Galeano.

Os dois chefes de Estado apertaram as mãos três vezes durante o encontro.

A fotografia da primeira saudação entre Chávez e Obama teve um grande impacto midiático nos EUA, mas Axelrod disse que não fica preocupado com a mensagem transmitida pelo gesto, mas com "o que resulta dele".

Chávez deve "parar com esse antiamericanismo inflamado e de mau gosto que vimos durante os últimos oito anos, e buscar cooperar conosco", disse o assessor de Obama ao ser perguntado sobre o que a Venezuela tem que fazer para conseguir o pleno restabelecimento das relações diplomáticas.

A esperança do Governo dos EUA é "que seja este o resultado" de todos os gestos de boa vontade que foram vistos na cúpula, realizada em Trinidad e Tobago, disse. EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG