Assembléia será reinstaurada no Equador para legislar e preparar eleições de 2009

Uma Assembléia de maioria governista será instaurada quarta-feira no Equador para legislar por alguns meses e organizar as eleições gerais de 2009, que poderão ter a participação do presidente Rafael Correa, segundo uma convocação divulgada nesta segunda-feira.

AFP |

A entidade de 130 membros, que redigiu a nova Constituição do Equador, começará a trabalhar sem a presença de vários opositores, que questionam a reformulação do Estado por parte do bloco governista.

Os integrantes da assembléia foram convocados mediante aviso público para uma sessão-chave para a chamada etapa de transição, na qual serão incorporadas as regras da Carta Política de cunho socialista, aprovada em referendo.

A Assembléia ficará encarregada de organizar e convocar as eleições gerais de 2009, que poderão ser realizadas em fevereiro e nas quais Correa poderá estender seu mandato até 2013 com a possibilidade de se reeleger por mais quatro anos.

Leia mais sobre Equador

    Leia tudo sobre: equador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG