Assembleia Nacional do Equador se instala com maioria governista

Quito, 31 jul (EFE).- A nova Assembleia Nacional (Parlamento) do Equador foi instalada hoje com 121 dos 124 membros presentes, dos quais 59 pertencem ao movimento governista Aliança País (AP), liderado pelo presidente Rafael Correa.

EFE |

A Assembleia, que substitui o Parlamento, é uma das instituições que nasce por mandato da nova Constituição, aprovada pelos equatorianos no ano passado. Seus integrantes - 15 de representação nacional, 103 provinciais e seis do exterior - ficarão quatro anos no cargo.

O novo Legislativo começa com um forte lobby político na busca de uma maioria absoluta (63 votos) visando sua conformação. Na sessão inaugural devem ser designadas as autoridades da Assembleia e, a partir da próxima semana, serão estabelecidas diversas comissões legislativas.

A instalação da Assembleia teve à frente Fernando Cordero, que foi presidente da Comissão de Legislação e Fiscalização, e o legislador mais votado no pleito passado, com mais de dois milhões de votos.

A reunião começou com a encomenda a uma comissão de cinco participantes da assembleia para que verifiquem a identidade dos integrantes.

Além da instalação da Assembleia, na sexta-feira, tomam posse em seus cargos os 221 prefeitos do país, 1.581 vereadores, 23 governadores provinciais e 3.985 membros de juntas locais. EFE sm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG