Assembleia da ONU deve analisar relatório Goldstone na sexta

Nações Unidas, 23 fev (EFE).- A Assembleia Geral da ONU deve analisar no próximo dia 26 de fevereiro o andamento do polêmico relatório Goldstone, que acusa Israel e o Hamas de crimes de guerra.

EFE |

O porta-voz da Assembleia Geral, Jean Victor Nkolo, lembrou hoje que a data é ainda apenas uma tentativa, à espera da conclusão do texto, que se pretende aprovar ao fim da reunião.

"A redação da resolução não terminou (...) Não há nenhuma outra razão técnica" que possa fazer mudar a data da reunião, explicou Nkolo em entrevista coletiva.

O principal órgão de deliberação das Nações Unidas recebeu em 4 de fevereiro um relatório do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, no qual é dito que não se pode determinar se Israel e as autoridades palestinas realizaram investigações "críveis" sobre eventuais crimes em Gaza.

Ban explica no relatório que os dois lados ainda têm investigações a concluir sobre a atuação de ambos durante a ofensiva de entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009, em Gaza.

A Assembleia pediu em resolução às duas partes investigações "críveis e independentes", enquanto solicitou ao secretário-geral que em três meses apresentasse um relatório sobre a implantação. EFE jju/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG