Assassinos de líder do Hamas usaram 3 passaportes franceses falsos

Paris, 25 fev (EFE).- O Governo francês confirmou hoje que os autores do assassinato do líder do Hamas Mahmoud al-Mabhuh utilizaram três passaportes franceses falsos.

EFE |

"As verificações" necessárias ainda não foram totalmente concluídas, mas já foi constatado que, para cometer o crime, "pode ter havido um roubo de identidade de cidadãos franceses", disse um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da França.

Os três passaportes achados são "nitidamente falsos", segundo o porta-voz, que acrescentou que as autoridades competentes trabalham para esclarecer todos os elementos relacionados ao crime.

O funcionário lembrou ainda que, na segunda-feira, a União Europeia (UE) condenou firmemente o uso de passaportes europeus falsos no assassinato de Mabhuh, encontrado morto em um quarto de hotel de Dubai em 20 de janeiro. EFE pi/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG