Assassino de Politkovskaia permanece fugitivo

Três homens foram acusados de matar a jornalista russa e crítica do Kremlin Anna Politkovskaya em 2006, mas o verdadeiro assassino continua fugitivo, afirmaram os investigadores nesta quarta-feira.

AFP |

"Três suspeitos foram indiciados pelo assassinato da jornalista: Serguei Jadzhikurbanov, Dzhabrail e Ibragim Majmudov", destaca o comitê de investigação em um comunicado que anuncia o fim dos trabalhos.

Anna Politkovskaia foi assassinada a tiros na entrada do edifício em que morava em Moscou no dia 7 de outubro de 2006. O crime provocou indignação internacional.

A repórter da revista independente Novaya Gazeta era uma das poucas que se atreveram a denunciar na Rússia os crimes de guerra cometidos pelo Exército russo na Chechênia.

Também escreveu livros muito críticos sobre o governo de Vladimir Putin.

"Eu disse muitas vezes que se trata apenas da primeira parte do caso", afirmou Serguei Sokolov, subeditor da Novaya Gazeta. "Isto não acabou, teremos uma segunda e uma terceira partes", completou.

O suposto assassino, Rustam Majmudov, segue desaparecido. O ex-oficial dos serviços de inteligência Pavel Ryaguzov foi acusado de abuso de poder e extorsão relacionadas à investigação.



    Leia tudo sobre: rússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG