O jovem de 20 anos, que na última sexta-feira atacou uma creche na Bélgica, se recusa a comer na prisão, anunciaram neste domingo fontes próximas à investigação.

O jovem deixou a cela onde era mantido e foi levado para a enfermaria da prisão de Bruges (noroeste), segundo as mesmas fontes.

Após ser preso na sexta-feira, pouco depois de ter matado a facadas dois bebês e uma babá na creche "País das Fábulas", na pequena cidade de Derdemonde (oeste), o jovem não quis falar com os investigadores e se negou a justificar sua ação.

Psiquiatras devem examiná-lo na segunda-feira.

ylf/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.