Assassino de casal brasileiro é executado no Texas

Washington, 2 mar (EFE).- O americano Michael Sigala, condenado à morte pelo assassinato de um casal de brasileiros nos Estados Unidos, foi executado hoje no Texas com uma injeção letal.

EFE |

Antes de ser posto na maca onde recebeu a injeção, Michael, de 32 anos, pediu perdão aos pais das duas vítimas, que viajaram do Brasil para presenciar a execução.

"Queria pedir perdão a seus parentes. Não tenho razões para explicar por que fiz isso. Espero que possam viver o resto de suas vidas sem ódio", disse o condenado, segundo um porta-voz da prisão de Huntsville.

Michael Sigala foi condenado pelo assassinato do engenheiro Kléber Santos e da mulher, Lilian, no apartamento dos dois em um subúrbio da cidade de Dallas (Texas), em agosto de 2000.

Segundo apontou a Promotoria durante o julgamento, o assassino deu um tiro na cabeça de Kléber imediatamente após entrar no apartamento com a intenção de roubar.

Depois, torturou e estuprou durante várias horas a mulher, que, antes de também ser baleada na cabeça, foi amarrada.

Os corpos foram encontrados por um vizinho, que decidiu ir ao apartamento de Kléber depois que ele faltara o trabalho em uma fábrica de telefone celular.

O assassino foi preso dois meses depois do crime, quando a Polícia seguiu a pista dos anéis encontrados em uma casa de penhores de Dallas.

A execução de Michael Sigala é a terceira deste ano no Texas, estado que tem previstas mais três apenas para março. EFE ojl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG