Tóquio, 8 set (EFE).- O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, renunciará como presidente do Partido Liberal-Democrata (PLD) no próximo 16 de setembro, quando Yukio Hatoyama irá subtitituí-lo como chefe de Governo, informou hoje a agência local Kyodo.

A renúncia de Aso à liderança do PLD, o partido que governou Japão desde 1955 praticamente sem interrupção mas perdeu as eleições de 30 de agosto, se produzirá horas antes da reunião extraordinária da Dieta (Parlamento) que vai eleger Yukio Hatoyama, de 62 anos, como novo primeiro-ministro.

Assim se o comunicou à Executiva do Partido Liberal-Democrata o ainda primeiro-ministro japonês, segundo fontes dessa força política citadas por "Kyodo".

Aso anunciou sua renúncia à Presidência do PLD na mesma noite eleitoral, após conhecer que seu partido tinha obtido 119 cadeiras frente às 308 do Partido Democrático (PD) de Hatoyama.

Ao anunciar sua decisão, Aso, de 68 anos e primeiro-ministro do Japão desde setembro de 2008, admitiu sua responsabilidade na derrota eleitoral de seu partido e disse que renunciaria para que se possa ter um "novo começo". EFE psh/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.