Asean pede que Junta Militar birmanesa admita voluntários estrangeiros

Kuala Lumpur, 9 mai (EFE).- O secretário-geral da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), o tailandês Surin Pitsuwan, disse hoje que o grupo escreveu ao Governo de Mianmar (antiga Birmânia) para que agilize a concessão de vistos ao pessoal das agências internacionais de ajuda humanitária.

EFE |

Pitsuwan disse que equipes de especialistas da Asean - da qual Mianmar faz parte - também aguardam a autorização oficial para entrar no país, a fim de ajudar ao mais de 1,5 milhão de pessoas que o ciclone "Nargis" deixou em uma situação precária.

O secretário-geral do bloco regional lembrou que autoridades birmanesas assinaram há dois anos o Acordo de Resposta de Emergência e Gestão de Desastres da Asean, criado após o tsunami que matou 226.400 pessoas em doze países do Oceano Índico em 2004, para agilizar as operações de ajuda humanitária em casos de catástrofes como aquela.

Segundo números oficiais, o ciclone teria deixado 23 mil mortos e 42 mil desaparecidos, enquanto os Estados Unidos informaram sobre cerca de 100 mil mortos, e as Nações Unidas estimaram em 1,5 milhão as pessoas que precisam de assistência. EFE snr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG