A.Saudita reitera medidas contra gripe para peregrinação a Meca

Riad, 27 jul (EFE).- O Governo da Arábia Saudita reiterou hoje que intensificará as medidas preventivas contra a gripe suína nas cidades santas de Meca e Medina, durante a peregrinação prevista para a terceira semana de setembro.

EFE |

O anúncio foi feito pelo ministro de Educação Superior saudita, Dr Khalid bin Muhammad al-Anqari, após a reunião semanal do Conselho de Ministros, presidida pelo ministro do Interior, príncipe Naif bin Abdul Aziz.

"O reino saudita está decidido a aumentar as medidas de precaução contra essa epidemia, para proteger os peregrinos de todo tipo de doenças em Meca e Medina", disse o responsável saudita.

Nesse sentido, antecipou que o Governo armazenará quantidades suficientes de antivirais para atender aos habitantes e fiéis que chegam a essas duas cidades para realizar a peregrinação anual.

O anúncio de Anqari ocorre horas depois de o Ministério da Saúde saudita anunciar, em comunicado, a primeira morte pela gripe suína no país.

Os ministros da Saúde da Liga Árabe decidiram, na semana passada, excluir da peregrinação a Meca as pessoas com mais de 65 anos, os menores de 12 anos e os doentes, para evitar a expansão da gripe suína.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE as-aj/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG