Artista mexicano cria maior desenho a lápis do mundo

Monterrey, México - Ele esqueceu de comer, dormir e beber água. Mas o artista mexicano Filemon Trevino conquistou seu sonho ao entrar para o Livro Guinness dos Recordes.

AP |

Em coletiva de imprensa na quarta-feira, Trevino mostrou o certificado do Guinness declarando que seu desenho a lápis de 411 metros é o maior do mundo.

O artista disse que passou 6 mil horas e usou 800 lápis para completar sua representação do coração e sistema circulatório, com símbolos como pombas, formas geométricas e centenas de metros de tubos interligados.

Ele disse que conquistar o recorde se tornou uma obsessão que o levou a negligenciar sua saúde.

Ele foi hospitalizado sete vezes por desidratação, problemas no coração é rim e desmaios, tudo atribuído a longas horas de desenho em um quarto quente e cheio.

"Eu esqueci de beber água", ele disse. "Eu não sabia nada sobre meus amigos, minha família ou sobre o mundo. Minha barba começou a crescer e eu perdi 16 quilos".

Trevino começou o desenho em julho de 2004 e o finalizou em agosto de 2005. Mas ele não pode se inscrever para o recorde mundial até que encontrasse alguém disposto a expor e patrocinar os US$ 600 que o Guinness cobra para analisar a obra.

O trabalho foi demonstrado em março na Universidade de Regiomontana. Uma parte de 50 metros irá permanecer em exposição no departamento de engenharia da Universidade, enquanto o restante será cortado em faixas de 1 metro e vendido para arrecadar dinheiro.

Leia mais sobre: Guiness Book

    Leia tudo sobre: guiness book

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG